terça-feira, 26 de maio de 2015

Resenha: Quatro, Histórias da Série Divergente


Olá pessoal, hoje eu vim fazer uma resenha pra vocês do livro Quatro que nada mais é que um livro de contos com pedaços da história do personagem Quatro e também algumas cenas de Divergente pelo ponto de vista dele. O livro é dividido em capítulo que contam as fazes da transformação do personagem e da construção do Quatro que conhecemos em Divergente, eu decidi dividir a resenha em partes de acordo com esses capítulos pra tudo ficar bem claro.

Na Introdução a Veronica fala que inicialmente a historia de Divergente seria construído com o Quatro o que PARA MIM faria a história mais interessante pela construção do personagem e o que também fica bem claro no inicio com os pontos parecidos das histórias deles.


Essa primeira parte mostra o resultado do teste do Quatro, como foi a sua reação, os motivos que levaram ele a escolher a Audácia e tem uma das cenas mais fortes de todo o livro que mostra a parte da agressão do Marcus com ele, confesso que nessa parte do capítulo eu tive que pausar a leitura pra me acalmar um pouco porque a cena é realmente muito forte.


Nesse capítulo o foco principal é o teste e a paisagem do medo, os medos dele e a construção e evolução dessas características do personagem que todos já conhecemos: altura, confinamento, violência e Marcus. Nesse capítulo também temos as cenas de como aconteceu a morte do Amah, que era divergente e como a partir dai o Quatro descobre sobre os divergentes e aprende a mascarar isso.


Essa também é cheia de cenas fortes e importantes para a construção do Quatro como as descobertas sobre sua mãe, a escolha da sua tatuagem mais conhecida e como foi feita a ele a oferta de se tornar um dos líderes da Audácia.


Esse capítulo se passa dois anos depois da iniciação e mostra uma parte da história não explorada em Divergente que são os traidores da facção e o que acontece com eles, também mostra o inicio da iniciação de Tris como o cenário dos medos dela e a cena em que Peter tenta agredi-la. 

O livro se encerra com três cenas exclusivas pelo ponto de vista dele, que pelos nomes são bem explicativas e quem já leu ou viu o filme vai reconhecer só pelos títulos:


A escrita da Veronica é incrível e o quatro é altamente cativante e muito bem construído o que torna a leitura extremamente gostosa.




Bom essa foi a minha resenha pessoal, espero que tenham gostado e até a próxima.


Nenhum comentário:

Postar um comentário