segunda-feira, 3 de outubro de 2016

Resenha: Stranger Things


É um Web Série original Netflix que teve estréia dia 15 de Julho de 2016 e que eu só consegui assistir nesse mês de Setembro por motivos de: medo do hype, medo de me decepcionar (como foi o caso de Esquadrão Suicida, mas depois eu falo disso). Um belo dia eu pensei "porque não?" eu fui ver essa série, resultado: vi tudo em menos de 2 dias. Cada episódio tem em média 1 hora de duração, mas é a 1 hora mais rápida da sua vida. É uma série que não se arrasta (alô alô Game of Thrones) e que em cada episódio tem uma revelação ou algum cliffhanger que te deixa com vontade de assistir o próximo.


A História começa do ponto em que um garoto (Will) desaparece misteriosamente em uma estrada no caminho para casa. Seus amigos (Mike, Lucas e Dustin) decidem procurá-lo em uma floresta próxima a essa estrada eles acabam encontrando uma garota misteriosa (♥Eleven♥) perdida, eles descobrem que essa garota tem muitos segredos e poderes telecinéticos (TCHARAAAM).


 A partir dai muitas outras coisas estranhas passam a acontecer nessa pequena cidade. A série se desenvolve em cima do desaparecimento do Will e a história da Eleven. Um plot simples mas, acredite em mim, cheio de surpresas. Uma mistura de suspense com ficção científica e um pouco de sobrenatural. 


Os personagens são todos apaixonantes e maravilhosos, com destaque aos personagens infantis que são os principais da trama e que roubam a cena. Os meu favoritos são o Mike (Finn Wolfhard), Eleven (Millie Bobby Brown), Jonathan ~irmão do Will~ (Charlie Heaton) e Joyce (Winona Rider). As atuações são todas ótimas e eu tenho que citar aqui a Millie, que eu já conhecia pelo papel de Alice em OUAT In Wonderland, que é divina. A Eleven é um papel difícil, por ser, na minha opinião, a protagonista da série e uma personagem muito complexa, e a Millie interpretou com maestria. É uma atuação muito bonita de se ver.


Mas sem dúvidas o que mais me impressionou foi a produção. A história se passa no ano de 1983, contando que uma séria gravada em uma cidade real nos dias de hoje todos os cenários e figurinos são surpreendentemente bem feitos. Até mesmo a forma como é filmada e a fotografia fazem parecer que foi filmado realmente nos anos 80. O roteiro é muito (MUITO) bem escrito, os diálogos não são, em momento algum, entediantes. A sensação que eu tive enquanto assistia era que se tratava de uma história com roteiro de Stephen King e direção de Steven Spielberg, ou seja, uma obra de arte.


Quero dar destaque a trilha sonora extremamente bem escolhida. Vou fazer um favorzinho para vocês e deixar aqui essa playlist do Spotify com todas as músicas principais tocadas na série.



- Redes Sociais do Blog - 

Twitter: @mirianlays_

Um comentário:

  1. AMÉM JONATHAN E JOYCE!
    Concordo com todos os seus comentários sobre Stranger Things, essa é a única série que me deixou realmente empolgada (por mais que eu tenha assistido bem tarde) e valeu a pena. O elenco é maravilhoso, fiquei muito satisfeita com todos os personagens e suas personalidades bem definidas, a trama nem um pouco cansativa (quero abraçar o roteirista bem apertado) e a trilha sonora perfeita (eu adoro um soundtrack marcante e até hoje escuto esse antes de dormir).
    Gostei muito do post e acho que Stranger Things merece muito reconhecimento, é genial em tantos aspectos!

    ps; Minhas crianças favoritas são Dustin e Eleven. Mas Mike e Lucas conquistaram meu coração, também.

    ResponderExcluir